quinta-feira, 12 de março de 2009

Rio Amazônas o maior rio do mundo


O maior rio do mundo localiza-se no Brasil, especificamente na Amazônia: o rio Amazonas. A sua extensão é de aproximadamente 6.570 km, com mais de 1.000 afluentes

O rio Amazonas corre pelo norte da América do Sul, em sua maior parte em território do Brasil; é o mais longo rio do mundo, uma vez que nasce no nevado Mismi, na cordilheira de Chila, nos Andes do sul do Peru, o que lhe dá uma extensão de quase 7.100 km.

Esse número ainda não é preciso, pois os geógrafos não chegaram a uma conclusão a respeito de qual de dois cursos de água, ambos nascidos no mesmo Nevado, é o verdadeiro ponto de partida.

Real extensão do rio

A real extensão do Amazonas foi estabelecida pela primeira vez pelo Instituto Geográfico Nacional do Peru, no início da década de 1980. Em 1994, uma expedição organizada pelos brasileiros Paula Saldanha e Roberto Werneck seguiu o curso do rio desde sua foz, no Atlântico, até sua nascente nos Andes, comprovando os dados dos geógrafos peruanos; e desde 1995 o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) do Brasil tem analisado fotos de satélite da região, chegando à mesma conclusão.

Mais comprido do que o rio Nilo

Uma expedição organizada em 1986 pela National Geographic Society, dos Estados Unidos, tomando como nascente o curso de água que se origina no monte Huagra, já tinha calculado a extensão do Amazonas em 7.025 km, o que seria suficiente para reconhecé-lo como mais comprido que o Nilo e o Mississippi-Missouri.

Nascente do rio

O rio nasce com o nome de Apurimac a 5.500 m de altura, no departamento peruano de Arequipa, descendo as encostas da montanha até unir-se ao Urubamba, na divisa dos departamentos de Junín e Ucayali, para formar o rio desse nome; já na região das florestas equatoriais, o Ucayali se une ao rio Marañón (perto da cidade de Nauta, no departamento de Loreto) e forma o Amazonas peruano.


Rio Amazonas no Brasil

Ao entrar em território brasileiro o Amazonas é chamado de Solimões até 30 km a leste de Manaus, onde recebe as águas do rio Negro e recupera seu nome principal.

Nos 1.900 km desde sua nascente até a planície na selva peruana, o rio realiza uma descida de 5.440 m; nos 5.200 km restantes, até o Atlântico, o desnível é de apenas 60 metros.

Os 3.700 km desde a foz até Iquitos, na Amazônia peruana, são navegáveis para navios de grande calado. Se considerados seus principais afluentes e os trechos navegáveis por embarcações menores, a bacia amazônica representa uma rede de 25.000 km de vias fluviais.

Em seu percurso, o Amazonas recebe quase 7.000 afluentes, que em conjunto ocupam uma área de quase 4 milhões de quilômetros quadrados. Os sedimentos arrastados pelas águas totalizam 800 milhões de toneladas por ano, e esses fragmentos de montanhas andinas são carregados pela correnteza até 200 km dentro do Atlântico, indo depositar-se na costa da Guiana Francesa, frente a Caiena.

6 comentários:

J.BOSCO disse...

espetacular esta foro!
abs

Ray Costa disse...

Xiiiiiii!
Quem mandou vc retirar a minha imagem tomando banho? hei? Respeita mais tá! kkkkk

olga porto govoni disse...

Imagino que esse seja um boto cor-de-rosa! Se não for, corrija-me... :)
Belíssima foto, realmente.
E o artigo está excelente. Estou inaugurando um blog voltado à Natureza e suas matérias são bastante preciosas para minhas pesquisas.
Parabéns!

Paulo Santos  disse...

Prezada Caroline, Commo faço para entrar em contato com você?? Se puderes me ligar ou mandaqr um mail 91 81670855 paulosantos@interfoto.com.br . Obrigado.

Catia Marx disse...

Olá, muito lindo o seu blog...vim parar aqui procurando fotos de rio para ilustar uma postagem, não tenho conhecimento do assunto e aqui com certeza poderei me interar rsrsrs vou segui...

Siga os meus

Esse é de educação

www.catiamarxeducar.blogspot.com

Esse é mais "eu"

www.catiamsgs.blogspot.com

Nunca conheci ninguém do Pará, ficarei muito contente se pudermos conversar bjs

Luciana disse...

Oi amei o seu blog ganhastes mais uma seguidora
beijos da Bahia