domingo, 1 de fevereiro de 2009

Energias limpas



ENERGIA LIMPA FAZENDO UM MUNDO MELHOR...
O homem o único animal do planeta que causa poluição e danos ao meio ambiente. Isso acontece, em parte, porque a vida na sociedade de hoje utiliza em grandes quantidades fontes de energia poluentes, como os combustíveis fósseis (petróleo, gasolina, diesel), ou que causam transformações ambientais que prejudicam a natureza, como as usinas hidrelétricas.
Nas usinas, a força das águas represadas dos rios é utilizada para a produção de energia elétrica , que move praticamente tudo o que você vê à sua volta. Essas usinas são a principal maneira de se obter energia.
O único problema é que para construir represas e usinas é preciso alagar uma área enorme e muitas vezes mexer no caminho que o rio faz. Essa alteração do meio ambiente atrapalha a vida dos bichos e das plantas da região, além de mudar radicalmente a paisagem, muitas vezes destruindo belezas naturais. Também saem prejudicadas as pessoas que moram por perto e têm que se mudar por causa da inundação.
Um das maneiras de dar uma mãozinha para a natureza é usar formas alternativas de energia, as chamadas energias limpas.
A energia solar e a energia éolica (do vento) podem ser transformadas em energia elétrica! Além de serem fontes praticamente inesgotáveis, elas não deixam resíduos no meio ambiente. As energias limpas estão sendo cada vez mais utilizadas para construir um futuro diferente para o nosso planeta.

Energia eolica:
A energia produzida pelos ventos se chama energia eólica. É a mais simples das formas de produção energética. Para conseguir energia elétrica através desse processo, é preciso levar grandes turbinas para lugares de muito vento: no alto das montanhas, nos desertos e nas praias. Existem também projetos para se colocar turbinas no meio do mar, em cima de plataformas. Essas turbinas parecem cataventos e lembram também moinhos.
Os moinhos, aliás, são um exemplo antigo de como a força do vento pode ser útil. Quando o vento roda as pás do moinho, uma engrenagem começa a funcionar. Essa engrenagem é usada para moer grãos de trigo e milho, produzindo farinha e alimentos para os animais.
Com as modernas turbinas de energia eólica acontece a mesma coisa. Quando as hélices das turbinas rodam, o movimento produz energia elétrica, que fica armazenada em um gerador. Do gerador, a energia é transmitida por cabos e fios até os lugares onde ela vai ser consumida: casas, escolas, hospitais, fábricas, ruas, etc.
É assim que funciona a energia eólica: impulsionados pelos ventos, grandes "cata-ventos" giram; a força do ar é "aprisionada" por geradores, que por sua vez transformam a energia eólica em energia elétrica.
Assim como a energia solar, a energia eólica não é poluente – não libera gases tóxicos nem radiação. Também não tem perigo de se esgotar, porque não utiliza combustíveis fósseis e não renováveis como o petróleo e o carvão.
O único problema é que são necessários muitos desses "cataventos" para conseguir capturar o vento. São tantos que a paisagem fica tomada de cataventos, alterando bastante o cenário natural. Sem falar das pás das turbinas que fazem o maior barulho quando o vento passa por elas.
Mas essa pequena poluição visual e sonora não é nada perto da poluição causada pelo petróleo e pela energia nuclear – esses sim, podem causar muito estrago ao meio ambiente. Para a energia eólica dar certo, basta escolher bem onde construir as fazendas de vento. E deixar as turbinas viverem de brisa


O ASTRO-REI DA ENERGIA
Sabia que em apenas uma hora o Sol despeja sobre a Terra uma quantidade de energia maior que o consumo do mundo em um ano inteiro? Por que não aproveitar esse mundão de energia? Foi o que os cientistas pensaram, ainda mais levando em conta que o petróleo um dia vai acabar: usar o Sol para conseguir energia elétrica e fazer funcionar os eletrodomésticos, a TV, os carros e até os satélites. Isso mesmo: os satélites, que transmitem informações para a Terra e são os grandes responsáveis pelas telecomunicações, são abastecidos pelo Sol através de imensas placas solares!
Mas você pode estar pensando: é, mas o Sol também vai acabar... Não tem jeito: um dia o Sol vai morrer, como acontece com todas as estrelas. Mas, calma. Ainda vai demorar 7,5 bilhões de anos! Até lá podemos usar e abusar do astro-rei.
A energia solar tem muitas vantagens: não agride a natureza, pois não polui nem faz barulho, os raios de Sol são de graça e os equipamentos duram muitos anos. A energia solar pode ser a melhor alternativa para evitar as inundações causadas pelas usinas hidrelétricas e a poluição provocada pelo petróleo. Mas enquanto a energia solar não está a toda, o melhor a fazer é mesmo economizar o máximo de energia que pudermos!

2 comentários:

Ray Costa disse...

Carol! Seu blog é a janela da sua alma! Doce e mais doce mel de uma pureza jamais vista!
Parabéns por você ser assim!
Obrigado por você existir!
Um forte beijominha linda!

Caroline Carvalho disse...

poxa muito obrigada ray vc é um querido obrigada por me visitar um grande beijo pra vc !!